terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Aracaju recebe mais uma loja do Bob's

Bob's inaugura nova unidade em Aracaju

Expectativa é chegar a 16 pontos de venda no estado de Sergipe até o fim de 2018

A partir desta quinta-feira, 1º de fevereiro, a cidade de Aracaju/SE, ganha a décima unidade da rede Bob’s. Localizada na Av. Adélia Franco, 2355, no bairro Grageru, o Drive-Thru já abrirá as portas dentro do novo conceito da marca, que inclui um estilo mais contemporâneo e funcional.  O ponto de venda, que funcionará 24 horas, servirá o cardápio completo da rede, que dispõe de sanduíches, batata-frita, milk-shakes, além de toda a linha de sobremesas.

A nova loja, dentro dos padrões mais modernos do setor de alimentação rápida, vai gerar 37 empregos diretos e estará preparada para atender mais de 7,5 mil clientes/mês. No novo modelo de loja, o Bob’s permite que o cliente customize os produtos, desfrute de molho à vontade, além de poder optar por sanduíches em tamanhos P, M, G.

Para dar agilidade e ganhar tempo, o pedido pode ser efetuado no autoatendimento, onde será finalizado em até um minuto. O modelo, criado e desenvolvido pelo Bob’s, é o primeiro equipamento no setor de alimentação rápida.

“Estamos muitos felizes em chegar à décima loja na capital sergipana e poder levar todas as novidades pelo Bob´s, como a customização de produtos, pães assados na loja na família Artesanal e muito sabor para nossos clientes. Nosso objetivo é proporcionar uma experiência de consumo única para o consumidor.“, falou o diretor geral da Rede Bob’s, Marcello Farrel.

Até o fim de 2018, a expectativa é que sejam inaugurados mais três pontos de venda em Sergipe, totalizando 16 unidades no estado.
História: O Bob’s, empresa genuinamente brasileira, com 65 anos de mercado, foi a primeira rede de fast food do Brasil. O norte-americano Robert Falkenburg trouxe dos Estados Unidos os conceitos mais modernos e inovadores do fast food, aos quais integrou o sabor do tempero brasileiro. A primeira loja foi inaugurada no burburinho de Copacabana em 1952 e rapidamente lançou moda, virando mania entre os cariocas. Em 1984, foi iniciado o sistema de franquia.

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Vagas de Emprego no McDonald´s

McDonald's anuncia 15 mil vagas para jovens em 2018


Reconhecida como porta de entrada para jovens de primeiro emprego, a rede McDonald's acaba de anunciar a expectativa de 15 mil vagas para 2018. Desse total, 1.000 vagas já estão disponíveis para jovens entre 16 e 25 anos que estejam cursando ou concluído o ensino médio. Somente no ano passado, o McDonald's gerou 14 mil empregos e a expectativa para os próximos dois anos é abrir 65 mil vagas.
O resultado da empresa em 2017 e a expectativa para os próximos anos ganham contornos ainda mais relevantes se comparados aos últimos dados de emprego divulgados no final do ano passado. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população desocupada do país é de 12,6 milhões de pessoas. Desse total, cerca de 30% são jovens – a maior taxa dos últimos 27 anos e o dobro da média internacional, de acordo com informações da OIT (Organização Internacional do Trabalho).
"O McDonald's está e sempre estará de portas abertas para o jovem. Esteja ele em busca de seu primeiro emprego ou não. Tenha ele experiência no setor ou não. Estamos dispostos a investir para desenvolvê-los e prepará-los para ocupar novas posições em nossa companhia ou para sair em busca de outras oportunidades no mercado de trabalho", explica David Grinberg, Diretor de Comunicação Corporativa do McDonald's.
Os números da companhia demonstram que poucas empresas poderiam levantar a bandeira do emprego juvenil com tanta legitimidade: nos mais de 900 restaurantes da marca no Brasil, 90% dos funcionários, o equivalente a 22 mil pessoas, têm entre 16 e 25 anos. Metade deles estão em sua primeira experiência profissional.
Comandando um restaurante aos 25 anos
Antes de completar 16 anos, Camila Santana da Conceição começou a procurar emprego. No Centro de Apoio ao Trabalhador, teve o primeiro contato com o McDonald´s e ao terminar o ensino médio e completar 16 anos, foi contratada como atendente. Mesmo contra a vontade do pai, ela iniciou sua carreira na empresa.
Com apenas seis meses de empresa, foi promovida a anfitriã e em menos de dois meses passou a treinadora, função que desempenhou durante dois anos. Sempre muito dedicada, começou a sua primeira graduação em Administração de Empresas, com a o objetivo de desenvolver sua carreira dentro do McDonald´s.
Após dois anos e oito meses na companhia, teve sua promoção a gerente de área e hoje em dia, comemora a carreira bem sucedida. "O McDonald´s é um lugar onde se aprende muito. Eu quero continuar aprendendo e crescer sempre mais", afirma Camila.
Passou a gerente de plantão e neste período conseguiu adquirir um carro e um apartamento, onde mora com o marido e um filho de três anos. Há pouco mais de um ano, quando desempenhava a função de gerente assistente, contribuiu com a abertura do restaurante localizado na Giovanni Gronchi, em São Paulo.
Atualmente, Camila está à frente desta unidade, como gerente de restaurante. E após sua jornada diária, ainda se dedica a uma nova graduação em Design, no período noturno.
"Sou inquieta e gosto de estar sempre em busca de conhecimento. O McDonald´s é uma escola e quero ter uma carreira longa e contribuir para que tenhamos os melhores resultados" complementa ela.
Sobre a Arcos Dorados
A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald's do mundo, tanto em vendas totais do sistema como em número de restaurantes. A Companhia é a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe, com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias de restaurantes McDonald's em 20 países e territórios, incluindo Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, México, Panamá, Peru, Porto Rico, St. Croix, St. Thomas, Trinidad & Tobago, Uruguai e Venezuela. A Companhia opera ou franqueia mais de 2.100 restaurantes McDonald's com mais de 90.000 funcionários e é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no América Latina. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia visite a seção de Investidores de nosso site: www.arcosdorados.com/ir

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

MEC liber verba para Educação em Sergipe

O Ministério da Educação liberou na última sexta-feira, 12, R$ 4.946.016,58 para o pagamento de parcela do salário-educação referente ao mês de dezembro de 2017 no estado de Sergipe. Desse total, R$ 3.150.345,13 são para escolas municipais e R$ 1.795.671,45 para estaduais. No País inteiro, os valores chegaram à R$ 981,4 milhões e serão repassados ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao MEC, que efetuará o repasse aos estados, municípios e Distrito Federal até o dia 20 deste mês. Os recursos serão aplicados no financiamento de programas, projetos e ações voltados para a educação básica.

“O salário-educação pode ser usado para a construção de escolas, aquisição de material escolar, manutenção das atividades da secretaria de forma geral”, explica o ministro Mendonça Filho. “Ele vai fazer com que a educação funcione efetivamente dentro da escola, desde o papel até a aquisição de materiais de apoio para a escola”, completa.

Para o secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli Soares, essa contribuição social é recolhida de todas as empresas e entidades vinculadas à Previdência Social, a partir de uma alíquota de 2,5% sobre a folha de pagamento. “Esse recurso é retido para esse grande fundo, que redistribui os valores para as redes estaduais e municipais, além do próprio governo federal, baseado no número de matrículas para o uso na educação básica ”.

Atualmente, essas instituições são definidas como toda e qualquer firma individual ou sociedade que assume o risco de atividade econômica, urbana ou rural, com fins lucrativos ou não, bem como as empresas e demais entidades públicas ou privadas.

Distribuição – Após a arrecadação, feita pela Receita Federal, cabe ao FNDE redistribuir os recursos do salário-educação entre os estados e os municípios, até o dia 20 do mês seguinte ao da disponibilização dos valores, entre todos os entes federados. Deduz-se 1% de taxa de administração para a receita e o restante é administrado pelo fundo, em cotas, observada em 90% de seu valor a arrecadação realizada em cada estado e no DF.

A cota federal, correspondente a um terço do montante, é destinada ao FNDE e aplicada no financiamento de programas e projetos voltados para a universalização da educação básica, de forma a propiciar a redução dos desníveis sócio-educacionais entre os municípios e os estados. “A parte do governo federal é aplicada diretamente em apoio a educação básica para os estados e municípios, buscando assim melhorar os indicadores educacionais, especialmente os sociais” reforça Rossieli Soares. “Com este recurso, o governo federal investe na construção de novas creches, novas escolas e apoio as redes de forma geral, a fim de melhorar a educação brasileira”.

As cotas estadual e municipal, correspondentes a dois terços dos recursos, é creditada mensalmente e automaticamente nas contas das secretarias de educação dos estados, do DF e dos municípios para o financiamento de programas, projetos e ações voltados à educação básica. Ela é integralmente redistribuída, de forma proporcional ao número de alunos matriculados na educação básica das respectivas redes de ensino, apurado no censo escolar do exercício anterior ao da distribuição.
Os 10% restantes do montante da arrecadação do salário-educação são aplicados pelo próprio FNDE em programas, projetos e ações voltados para a universalização da educação básica.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Transpetro abre concurso para 321 vagas



A Transpetro  abre  na próxima terça-feira (9) inscrições para concurso público que vai selecionar 321 profissionais para o quadro de mar da companhia. São 107 vagas para o cargo de moço de convés, 94 para moço de máquinas, 44 para cozinheiro, 31 para condutor mecânico, 14 para condutor bombeador, 14 para taifeiro, 14 para eletricista e três para auxiliar de saúde, além de formação de cadastro de reserva.
Para concorrer, o candidato deve possuir registro de aquaviário e estar com os documentos básicos originais devidamente atualizados pelo Cadastro e Controle e Certificação da Marinha.
A remuneração mínima varia entre R$ 3.712,67 e R$ 6.619,90, dependendo do cargo. Os admitidos também terão direito a benefícios como auxílio educacional para dependentes, plano de saúde e plano de previdência complementar.
As inscrições para o processo seletivo vão até 31 de janeiro e devem ser feitas exclusivamente pela internet. As provas estão previstas para 11 de março (auxiliar de saúde, condutor bombeador, cozinheiro e moço de convés) e 25 de março (condutor mecânico, eletricista, moço de máquinas e taifeiro), em seis cidades: Belém, Fortaleza, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Sebastião.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

MRV investe R$ 50 bilhões nos próximos dez anos

A MRV Engenharia, maior construtora da América Latina, investirá R$ 50 bilhões de reais na construção de imóveis econômicos em todo o País até 2028. A empresa, que atua em 148 cidades brasileiras, contribuirá de forma significativa para a redução do déficit habitacional, hoje em 7,7 milhões de moradias, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (2017).

Para o copresidente da MRV Engenharia, Eduardo Fischer, o investimento mostra que a empresa está confiante na retomada da economia brasileira. "Esse é um dos maiores investimentos privados que uma empresa realizará no País", afirma o executivo. Fischer acrescenta, ainda, que o anúncio mostra que a empresa está pronta para crescer ainda mais nos próximos anos e seguir focada na estratégia de oferecer produtos diferenciados e de qualidade para seus clientes.

Outra novidade anunciada é a volta da companhia ao Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo - SBPE. Essa decisão, segundo o também copresidente da MRV Engenharia, Rafael Menin, é em função do aumento da confiança do consumidor na economia. "Do total de landbank da MRV Engenharia, sabemos que 10% a 30% já tem aderência ao SBPE, o que para a empresa é essencial no planejamento desses investimentos nos próximos anos", diz Menin.

Com os novos investimentos, a MRV Engenharia, que hoje possui cerca de 16 mil colaboradores, aumentará em quase 50% seu quadro de funcionários, gerando renda e emprego. Isso sem contar no aumento do número de trabalhadores também na cadeia produtiva da construção. Pelos cálculos da empresa, serão aproximadamente 100 mil novos empregos indiretos no setor. "Temos contribuído de forma expressiva na geração de novos postos de trabalho na indústria da construção. Mesmo em um momento de dificuldade para o nosso setor e para o País, acreditamos que com otimismo e claro investimentos bem pensados podemos crescer e, com isso, ajudar a melhorar a vida de milhares de brasileiros" afirma Fischer.

Para os copresidentes, Menin e Fischer, a MRV Engenharia está demonstrando, por meio dos resultados, que ainda há muito espaço para crescer. Os números de outubro e novembro mostram novo recorde de vendas – 4.159 unidades comercializadas, aumento de 46% em relação ao 4T16. "Acreditamos que dezembro possui um potencial para ser o melhor mês de vendas do ano" comenta Rafael Menin, acrescentando que a união do setor é importante para que o Brasil volte a crescer, pois, segundo ele, quando a construção civil vai bem, o País também segue na mesma direção.
Sobre a MRV Engenharia
Fundada em primeiro de outubro de 1979, a MRV Engenharia é considerada hoje a maior construtora da América Latina. Em Quatro décadas de história, está presente em mais de 140 cidades brasileiras, em 22 estados, a construtora é líder no mercado com mais de 340 mil casas e apartamentos vendidos, sendo que 120 mil entregues apenas nos últimos três anos.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

MPE promove Seminário sobre Corrupção

O Ministério Público de Sergipe participará, no dia 07 de dezembro, do Seminário “Todos Contra a Corrupção”, evento promovido pelo Fórum Permanente de Combate à Corrupção de Sergipe (Focco/SE), que será realizado no auditório do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe, a partir das 8h30.

A promotora de Justiça e diretora do Centro de Apoio Operacional do Terceiro Setor do MPSE, Ana Paula Machado Costa Meneses, apresentará a cartilha de prestação de contas criada para orientar entidades do Terceiro Setor. A cartilha é um produto do Projeto Ministerial “ONG Transparente” e está disponível no site do MPSE.

“O processo de prestação de contas sempre requer um relatório de atividades da entidade privada sem fins lucrativos de cada exercício financeiro e/ou um relatório de cumprimento do objeto dos instrumentos legais firmados com o Poder Público, demonstrativos contábeis acompanhados dos documentos contábeis e fiscais, com certificação digital, se for o caso, e de uma declaração de autenticidade relativa a todas informações e documentos assinada pelo presidente da instituição. A cartilha serve como um manual para auxiliar as entidades na aplicação correta dos recursos e na prestação de contas de forma transparente”, explicou a promotora de Justiça.

Focco - Criado em 2015, o Fórum é formado por representantes dos Ministérios Públicos Estadual, Federal e Especial de Contas, Tribunais de Contas da União e do Estado, além das Controladorias Gerais da União e do Estado. As instituições atuam de forma integrada na busca de práticas uniformes para o diagnóstico, prevenção e repressão à corrupção. O Fórum também fomenta e reforça o controle social e o compartilhamento ágil e eficiente de dados e documentos.

Seminário Todos Contra a Corrupção-  No Seminário, será lançada a Campanha “Todos juntos contra a Corrupção”, que visa mobilizar a sociedade no combate à corrupção por meio de ações de conscientização e de projetos educacionais que contribuam para a formação de cidadãos mais conscientes, íntegros e engajados. A iniciativa partiu da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), que reúne mais de 70 órgãos e entidades no país.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Huse atendeu cerca de 590 usuários nesse final de semana

Vim em busca de um ortopedista, pois meu filho caiu de uma moto e tem muitas escoriações. O atendimento foi tranquilo e não demorou muito, foi feito um exame de raio x e graças a Deus ele está apenas com uma luxação no tornozelo e já vai receber alta médica. Foi tudo muito rápido mas o susto foi grande”. Esta foi a declaração da costureira Rosivânia Bispo, que estava como acompanhante do filho, acidentado no município de Aquidabã.
Assim como ele, outros 590 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) deram entrada no final de semana, 1 a 3, no Pronto Socorro do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Nas áreas da Ortopedia e Sutura foram registrados 211 atendimentos. Somente na Área Azul, considerada para pacientes de baixa complexidade foram registrados 169 atendimentos. Desse total, 25 ficaram internados para novos exames e em observação.
Já o Hospital Pediátrico registrou 103 atendimentos aos pequenos pacientes no final de semana. Outras especialidades também tiveram seus plantões movimentados, como é o caso do oftalmo e otorrino que somaram 13 atendimentos. O ambulatório de Oncologia registrou quatro atendimentos.
O Huse visa garantir um atendimento de qualidade a um maior número de pacientes. Esse é um dos principais objetivos dos profissionais que atuam na unidade e que trabalham para agilizarem os mais diversos atendimentos, entre clínicos, cirúrgicos, pediátricos, administração de medicamentos e ortopédicos.
Os casos mais comuns são os acidentes motociclísticos que renderam 40 atendimentos e desses, nove internações. Foram oito atendimentos a vítimas de acidentes automobilísticos, desses, apenas um ficou internado. A violência urbana fez 17 vítimas que foram atendidas no Pronto Socorro do Huse, sendo sete por arma branca e 10 por arma de fogo.